Privatizar é bom ou ruim?

Privatizar é bom ou ruim?


O Brasil tem 138 estatais federais.
Se contabilizadas as empresas que pertencem a Estados e municípios e não
só à União, esse total passa de 400 Parece muito? Pois o número já foi maior:
no último grande ciclo de privatizações, nos anos 90, o Brasil vendeu 119 estatais,
que geraram cerca de 70 bilhões de dólares em receitas.
Tem gente que acha que foi pouco, tem gente que acha que foi muito. Nesse bolo,
entram desde a venda de geradores de energia e de bancos estaduais
a concessão de rodovias e a quebra do monopólio público do setor de
telecomunicações, incluindo aí a privatização da Telebrás, a maior do
período, que levantou R$ 22 bilhões E há desde empresas já considerados
eficientes na época, como a mineradora Vale, há estatais que eram bem
deficitários, como a Embraer e a CSN, ou seja, não davam lucro: davam prejuízo.
O futuro ministro da economia de Bolsonaro, Paulo Guedes, deixou claro que
pretende retomar o ciclo. Ele não apenas manteve o programa de Temer que propôs,
mas não conseguiu, fazer dezenas de privatizações, como criou uma Secretaria
Geral de Desestatização para dar fôlego ao processo. O tema, entretanto, divide não
só a opinião pública, mas também os especialistas. Meu nome é Camilla Veras
Motta e nesse vídeo nós vamos discutir as privatizações em 5 perguntas.
Pergunta número 1: só a União é dona de mais de 100 empresas.
Isso é muito? É difícil achar informações comparáveis sobre as empresas públicas
em diferentes países, mas em uma lista da OCDE, com dados de 2015, de 39 países, o
Brasil aparece em 4º lugar. Naquela época eram 134 as estatais, número
inferior apenas ao da Índia, da Hungria e da China, que é um caso à parte, com mais
de 51 mil estatais Mas o que isso quer dizer? Para o
economista sênior da OCDE responsável pela área de monitoramento da economia
brasileira, Jens Arnold, o número em si não representa muita coisa. Ele diz
que não existe um número ideal de estatais, contanto que elas tenham bom
desempenho e boa governança. E é aí que ele vê o problema: para ele o excesso de
indicações políticas e a falta de metas concretas de performance na maioria das
estatais brasileiras tornam a gestão nas empresas públicas, de forma geral,
menos eficiente do que no setor privado O que nos leva à pergunta número 2: o
que aconteceu com as empresas que o Brasil já privatizou? Um estudo com 102
estatais privatizadas de 1987 a 2000, feito por professores da USP, do Mackenzie e da FGV, com base em 15 indicadores de performance, verificou uma
melhora no desempenho, especialmente na lucratividade e na eficiência operacional
das companhias. Para analisar um caso concreto, recorri a um estudo de dois professores
da PUC Rio sobre a Vale, privatizada em 97. Eles analisaram os retornos das ações
da empresa nos Estados Unidos e verificaram que elas geraram um retorno
nominal em dólar de mais de 3000%, entre 97 e 2011. Quem comprou ação da
Vale naquela época fez bom negócio O desempenho não é totalmente mérito da
privatização, segundo os pesquisadores Ele também reflete o aumento espetacular
da demanda da China por minério de ferro no período. Ainda assim, quando eles
comparam os resultados da Vale no período com os de outra empresa do setor
de mineração negociada nos Estados Unidos, a australiana Rio Tinto, os números
da Vale seguem sendo bastante superiores O professor Vinícius Carrasco, um dos
autores do estudo, ressalta um aspecto importante que muita gente ignora nesse
debate: é que o governo continuou ganhando com a mineradora mesmo tendo se desfeito
dela. De um lado, cobrando impostos sobre todo esse aumento de faturamento
observado durante o período, e de outro, recebendo divididos pelo lado do BNDESPar.
Não entendeu? É que o governo ainda é dono de parte das ações da Vale, uma
fatia minoritária, através do braço de participações do BNDES, que é um banco
público de fomento: tem mais ou menos 7% das ações da empresa.
Quando a Vale tem lucro, ela distribui parte dele para seus acionistas – e se o
governo é um deles, ele também recebe Uma das críticas que são feitas à
privatização da Vale se personifica no caso da Samarco, uma de suas subsidiárias,
e a cidade mineira de Mariana. Em 2015, a barragem de Fundão da Samarco, com milhões de
m³ de rejeitos de minério de ferro, se rompeu. Destruiu completamente
três municípios, deixou milhares de desabrigados e causou o maior desastre
ambiental que o país já viu Para os críticos, esse seria um reflexo negativo
da gestão pela iniciativa privada, mais focada em cortar cursos para garantir
retorno aos acionistas do que em assegurar condições de segurança
adequadas em seus empreendimentos Quem defende a privatização diz que esses
episódios seriam evitados com melhor regulação, que previsse, por exemplo,
multas pesadas para punir condutas negligentes, e com boas agências
reguladoras capazes de fiscalizar Vamos à pergunta número 3: e quando a
privatização não funciona? Às vezes, a privatização acontece, mas a
ganhadora do leilão não faz os investimentos previstos em contrato, é
pouco transparente, aumenta os preços para o consumidor final e reduz a
qualidade dos serviços. Esses problemas, aliás, estão por trás de mais de 800
casos de reestatização mapeados no mundo pelo Transnational Institute, entre 2000
e 2007. Ou seja, empresas que foram privatizadas, mas que acabaram voltando
para a administração pública Eles contabilizaram mais de uma centena de
casos de companhias de geração e distribuição de energia na Alemanha, por
exemplo, e a reestatização de empresas de água e esgoto em mais de dez cidades
francesas, entre elas Paris, Marselha e Bordeaux. A pesquisadora do TNI Satoko
Kishimoto me disse que a próxima atualização do relatório deve contar com
o caso no Brasil, o de Itu, no interior de São Paulo. Depois de dez anos gerido pela
iniciativa privada, o serviço de saneamento foi remunicipalizado.
Segundo levantamento do TNI, entre os problemas estão o fato de que a empresa
privada não realizou os investimentos previstos no contrato – esta é, aliás, uma
das causas apontadas para os problemas pelos quais Itu passou durante o
racionamento de água, entre 2014 e 2015 – e o aumento excessivo de preços. Esse
foi um dado, por exemplo, que me chamou a atenção: a gente teve essa discussão
grande sobre as empresas de saneamento durante o lançamento do PPI e eu não
fazia ideia nem do caso de Itu e nem dos 800 casos que o TNI mapeou. Pergunta
número 4: o que o governo Bolsonaro pretende privatizar? Saneamento é um dos
focos do PPI de Temer e, por isso, deve ser uma das áreas em que as privatizações
devem ser retomadas no próximo governo Fala-se também da Eletrobrás.
Nesse caso, a privatização também já foi proposta no governo Temer e está parada
desde janeiro no congresso. Mas a nova administração ainda não apresentou um
programa concreto de privatizações, então a gente não sabe exatamente o que
o governo vai tentar vender ou não Outra dúvida também é a possível tensão entre a
equipe de Paulo Guedes, que seria amplamente favorável às privatizações, e
os militares que estarão no governo, vistos como mais nacionalistas.
O ministro de Minas e Energia, por exemplo, é um militar: o almirante Bento Costa
Lima Leite. Um ex-presidente da Eletrobrás Luiz Pinguelli Rosa pontuou
que ele pode não ser exatamente um entusiasta da venda da estatal de
energia. Além disso, há o fato de que Bolsonaro e Paulo Guedes distanciaram mais
seus discursos sobre privatização na reta final da campanha: o futuro ministro
da economia sempre foi favorável a uma ampla privatização, enquanto Bolsonaro chegou a dizer que uma eventual venda da Petrobras
preservaria o seu núcleo e disse que não colocaria Caixa e Banco do Brasil à
venda. Vamos à última pergunta? 5: afinal, é bom ou não ter empresas públicas? Como você
já deve imaginar não existe uma resposta pronta para essa pergunta. Mesmo quando a
gente olha para a experiência internacional, existem países com
pouquíssimas estatais, como é o caso dos Estados Unidos, e outros em que as
empresas públicas têm um peso forte, como Noruega e Singapura. A professora da FGV Direito de São Paulo Mariana Pargendler, que estuda a governança das estatais em
diferentes países, diz que é uma visão maniqueísta colocar as estatais de um
lado, como ineficientes, e as empresas privadas de outro. Entre os economistas,
parte acredita que faz sentido que existam estatais em setores considerados
estratégicos. Seja como mecanismo de promoção e desenvolvimento, como indutora de
inovação ou até para manter sob controle do Estado um serviço público essencial,
como é o caso do metrô aqui em Londres Ou seja, antes de ter respostas prontas,
seria preciso olhar caso a caso para avaliar, por exemplo, por que determinadas
estatais são ineficientes. Têm conserto? Não têm? Outros economistas dizem que o
Estado pode promover crescimento econômico sem necessariamente ser dono
de empresas, com um bom marco regulatório, boas agências de fiscalização e
promovendo a competição. Se você quiser ler mais sobre esse assunto, a matéria
completa está lá no site da BBC News Brasil.
Obrigada e até a próxima!

Author:

100 thoughts on “Privatizar é bom ou ruim?”

  • Sebastião Lopes says:

    A privatização é uma injustiça com funcionários que dedicaram parte de sua vida ao estudo para serem aprovados num concurso público, para depois terem seu emprego ameaçado e sua vida financeira totalmente desestruturada. Privatizar algum órgão é simples, primeiro é só cortar investimentos e deixar sucatear, depois é só jogar a culpa nos funcionários pelo mal funcionamento do órgão e pronto. Atualmente foram cortados recursos das Universidades federais, o primeiro passo foi dado.

  • Antonia Erivelta Pereira Souza says:

    Nós correios não nos encaixamos nesses motivos que o governo diz para privatizar a empresa que é a que não está dando lucro,até onde eu sei, estamos a dois anos consecutivos com lucro.Isso merecimento dos trabalhadores, que mesmo nesse cenário de crise,mesmo vendo dia pós dia seus direitos indo por água a baixo,erguemos as mangas e estamos lutando por nossa empresa.Sou consciente que todos esses problemas que estamos passando, tudo é pelas más gestões.Infelizmente e com isso nós e os clientes é que pagamos pelos os erros dos outros.Sou totalmente contra a privatização dos correios. 💌

  • Rodrigo Alves de Souza Sena says:

    O dinheiro que eles ganham com imposto é dividendo da empresa não é repassado para a população fora que a estatal é vendida por um valor abaixo muito abaixo

  • Rodrigo Alves de Souza Sena says:

    No fim aqui no Brasil as privatizações só benéfica determinados grupos financeiros e a população fica a merce deles isso é um fato

  • jose gutierres salaz says:

    Privatizar significa cortar las fuentes de ingresos y es considerado como un robo descarado y de frente.

  • mendigo legal says:

    Faz um vídeo explicando sobre a venda da Embraer para a Boing e as consequências para a economia e soberania do Brasil… Obrigado.

  • José Feliciano says:

    Brumadinho mandou abraços. Privatizar sem fiscalizar é desastre certo e é justamente isso que o Bolsonaro está fazendo.

  • Fabricio Ronison says:

    A desculpa é a mesma mentir falando que as empresas dao prejuízo pra depois privatizar para o capital estrangeiro ai o lucro que ia para os cofres públicos vai todo para o exterior e o governo vem pro lado do povo pra aumentar os impostos pra poder pagar aa contas. A vale ta ai pra mostrar que empresas privadas sao mais filhas da puta ainda eles mataram o povo deixou um monte de gente sem rumo e agora o povo ta la fudido jogado a própria sorte, empresa privada é melhor? conta outra que nessa eu não caio

  • Maria Alice Sousa Da Silva says:

    eu gosto do Seu Video vc e uma graça) o Eneia tinha falado tudo isso) sobre as privatization risr linda Vc e um Amor💑 Camila

  • stalone cobra says:

    Teoria das tesouras funciona sempre, o patrão é o mesmo, só mudam os gerentes. Se o patrão não ganhar com o aumento da dívida e juros, ganha comparando a massa falida a preço de banana!

  • orlando de jesus santos says:

    Se não temos competência para fiscalizar as estatais imagino as privadas, "ou" se temos essa tal competência não precisarmos privatizar nada.

  • OJR PATRIOTA says:

    Ótimo vídeo. Totalmente imparcial (em termos de posição política) e analítico.
    Segunda vez que eu vejo as explicações da Camila sobre um assunto polêmico. Muito bom.
    Parabéns Camila👏🏻👏🏻👏🏻.

  • Roberto Rosas says:

    Essa menina é um gênio, não disse uma mentira 🤣, e não recebe salário da BBC, e é imparcial nos seus argumentos.🤣

  • Wanderson Jose says:

    Se o lucro fosse investido em infraestrutura da indústria ou para melhor a educação seria uma boa, mas infelizmente muitos dos políticos usam essas empresas para beneficiar a se próprio

  • ana maria oliveira says:

    A ( COMPANIA SIDERÚRGICA NACIONAL)
    ( C.S.N)
    TINHA 29 MIL FUNCIONÁRIOS ; PRIVATIZOU PASSOU A 8 MIL FUNCIONÁRIOS.
    DEMISSÕES DE 21 MIL FUNCIONÁRIOS.
    AONDE ESTA O BENEFÍCIO PARA O POVO.
    AS MINERADORAS PRIVATIZADAS, TEM TIRADO A VIDA DE MILHARES DE PESSOAS COM ROMPIMENTO DAS BARRAGENS.
    ( AONDE ESTA O BENEFÍCIO)

  • webbert oliveira alexandre says:

    Qts estatais tem os EUA e a China.?? Estudo tendencioso…credo…..as maiores estatais da China lucraram 150 bilhões…pergunte se eles querem vender por esse preço… a questão da privatização da Vale foi o preço e de onde veio o dinheiro….procurem melhorar os serviço de vcs ….falácias e tendenciosas

  • Marcos Roberto says:

    No meu estado existe muitos monopólios. Então é viável comprar fora do estado, só o frete é muito caro 50% dos casos

  • junim ravagnani says:

    Alguns países sim com políticas eficientes estatais dão lucro sim.mas no caso do Brasil não ou seja as estatais são ineficientes e abri as portas generalizadas para a corrupção exemplo petrobras,e entre outros estatais Brasileiras..estatais no Brasil só serve de cabide e indicações políticas públicas corruptas.

  • Ronan Wittee says:

    … É muito interessante acompanhar esta reflexão sobre privatizações…Estamos em 2019 e o Brasil esta quebrado (alguma novidade ? ) … uma pergunta,uma questão se impõe, independentemente de qualquer viés ideológico … – ONDE FOI PARAR O DINHEIRO DISTO ?

  • Eletromec manutenções pesadas. Fortaleza says:

    Estatal local de abrigar quem passou numa prova concorrida e depois achar que não deve trabalhar!

  • Eletromec manutenções pesadas. Fortaleza says:

    O problema do Brasil é porque tem muitos recursos naturais e acham que não precisam da população para crescer !

  • Heleno Rodrigues Penha says:

    O video mostra o exemplo da Vale, exaltando o elevado lucro da empresa depois de privatizada, o prejuizo dos desastres foram enormes, uma região inteira foi afetada e qm vai arcar com isso eh o povo da região

  • Robinson Pimentel says:

    Um país com um governo bem administrado sabe dosar e mesclar essas suas vertentes, pois, tanto as estatais como os setores privados são essenciais ao bom desenvolvimento nacional.

  • Rafael Saraiva says:

    Queremos uma economia neo liberal, sem interferência do Estado, com abertura da economia, e livre mercado.
    Precisamos privativar todas as empresas públicas.
    De forma URGENTE.
    No caso do desastre da vale, e só ter leis fortes para prender os responsáveis.
    Não existe setores estratégicos.
    Tem que PRIVATIZAR TUDO.

  • Não se pode comparar o funcionamento das estatais no Brasil com o funcionamento das estatais em outros países. Principalmente por conta das normas reguladoras de outros países serem diferentes das nossas, dentre outras diferenças administrativas.
    E mais: o caso de privatização de outros países também não tem comparação com o do Brasil. Na verdade, não dá pra comparar a privatização nem dentro do próprio Brasil. Cada caso de privatização entra em um contrato com DIVERSAS exigências para tal, sendo estas diferentes em cada caso.

    Só resta a seguinte pergunta: Qual estatal é boa?
    Minha resposta: Desconheço.

  • Tarcisio Angelo De Almeida says:

    O grande problema de privatizar é que o governo entrega tudo a preço de banana para empresários, principalmente estrangeiros, obterem altos lucros emitindo títulos no mercado financeiro. Este dinheiro não é revertido em segurança, basta ver o escândalo das barragens da Vale aqui em Minas. Privatizar sim, mas não para gerar desemprego, insegurança, especulação financeira e sonegação. Vamos fazer direito.

  • O problema é q no geral quem defende privatização também é contra regulação, logo tragédias como Mariana e Brumadinho estão fadadas a acontecer qdo estas empresas são confiadas à iniciativa privada q só visam o lucro a qualquer custo.

  • A vale cresceu tanto que parece ter o poder de matar um monte de gente, e até agora não acontece nada significativo, que faça eles repensarem os modelos de barragens, só visam lucros acima de tudo e de todos!

  • jane martins da silva says:

    A primeira empresa a ser privatizada tem que ser a Petrobras os veículos elétricos vão tomar espaço e as petrolíferas vão perder valor já já

  • Osmar Oliveira says:

    Tem que privatizar tudo,pois empresas estatais é compostas por funcionários desonestos e vagabundos que só prezam seu alto salário,e o pior,a grande maioria dos cargos fica por indicação de políticos ladrões que coloca quem quer a bel prazer,não da lucro,enfim,quando voce joga na mão da iniciativa privada, vagabundo não faz parte do quadro de funcionários e a empresa tem que dar lucros!!! chega de corrupção em empresas governamentais!!

  • Ricardo Abreu says:

    O problema maior não são estatais, são os monopólios. É só abrir o mercado. Se as estatais tiverem capacidade de competir com as empresas privadas sem subsídio está tranquilo, mas sabemos que no Brasil isso é quase impossível por conta das indicações políticas para cargos de gestão e corrupção.

  • Michael Ribeiro says:

    Gostei, bem explicado, o desempenho de uma empresa depende diretamente de quem está gerindo ela, então o problema não está na empresa, pelo contrário são ótimas empresas, mas a gerencia corrupta e desgastante anteriores no Brasil é que quebrou tais empresa e o brasil junto!!!

  • Renato Magalhaes says:

    A estatal so nao da muito certo por influencia politica eles ficam assaltando as estatais por isso eles quer privatizar mais nao acho essa uma boa maneira o certo é os tribunais de contas funcionar direito sem querer tirar vantagens indevidas deixarem de passar responsabilidade para outros orgao

  • Claudinei Girardi says:

    Mais necessario que privatizar é abrir mercado para que haja concorrência. Só a concorrência de livre mercado gera competição que por sua vez gera evolução em melhores produtos/serviços e menores preços pra população. Um salve pra você Camila. Ótima matéria!

  • Pedro Jorge C. S. Rodrigues says:

    6:02. "Mas a nova administração ainda não apresentou um programa concreto de privatizações (…)", claro, que programa concreto a nova administração já apresentou, afinal de contas.

  • Eu era cego e não sabia. Como economia é bom.
    Como já dito por inúmeras pessoas aqui na aba de comentários, privatização tem de vir acompanhada de a abertura do mercado, onde haverá mais e mais quem queira investir no mercado interno.

  • João Guilherme Carvalho says:

    Luiz Pingueli rosa realmente é um dos grandes nomes na gestão de concessionarias de energia, inclusive de termoelétricas. mas aí vão falar…. mas ele é do PT! Realmente ele é. Mas entre ele e este bando de incompetentes do atual ministério da Energia , eu fico com ele! O PRESIDENTE ATUAL da Eletrobras não deve saber diferenciar um GERADOR de um MOTOR!

  • O final do vídeo resume tudo de maneira muito boa. Obrigado, BBC, por mais esse conteúdo didático e isento.

  • Cristianny Rocha says:

    SOU TOTALMENTE A FAVOR DA PRIVATIZAÇÃO. PRIVATIZAR TUDO MESMO. NUM REGIME SOCIALISTA, OS DITADORES NÃO TEM DE ONDE ROUBAR DINHEIRO DA NAÇÃO. O QUE ACONTECEU COM A PETROBRÁS. E QUEM GARANTE QUE O SOCIALISMO ACABOU NO BRASIL ???????

  • Reinaldo Ptizer says:

    Fala rápido demais! Estilo das atendentes dos programas de telefonia. Naquele caso, elas são instruídas para falar assim para gerar confusão. Aqui esta técnica passa confusão, mas pretende gerar com isso a sensação de que o problema cognitivo gerado (pela pressa) é culpa do espectador. O capital, em geral, leva a corrupção. Quanto maior é a firma (estatal ou não) maior o nível de corrupção, sem o qual, a firma não se assenta no mercado, não se torna competitiva o suficiente. As piores, as mais inescrupulosas, são, automaticamente as que engolem todas as outras e estão destinadas a crescer. Uma dada estatal vai sempre refletir o governo sob a qual está (ou seja: o grau de corrupção). Um governo transparente vai explicar e deixar a vontade eventuais investigadores. Bom, chegamos ao ponto: este governo do momento (o "Show do Bozo") está se fechando cada vez mais em sigilo impenetrável, que nada mais é do que uma característica típica de qualquer ditadura.

  • erick viana serva says:

    Mais um vídeo excelente, isento e sem viés ideológico, diferentemente do site. Ao canal youtube da BBC, parabéns.

  • Se uma privatização der certo, significa monopólio, e o lucro vai para retorna para o povo. Vamos sair da ideologia, e ser mais técnico. Se uma Impresa estatal lucrar pouco, rende muito mais grana do que uma privada. O problema é que o estado investiu pesadamente, isso cria um patrimônio, depois o neoliberalismo quebra a estatal pra comprar a preço de banana.

  • Empresas particulares pagam entorno de 38%de impostos,e a empresa estatal?serah que da calote e fica porisso mesmo?
    Então:empresas particulares garantem receita para o estado.

  • "privatizações são negociatas que serve para transferir o formidável patrimônio (e põe formidável nisso) público para uma minoria privilegiada"
    (Dr Enéias)

  • Marcio Apocalypse says:

    Sou contra as privatizações das grandes estatais porque é entregar a soberania economica de uma nação a pequenos grupos bilionários, e para piorar, são estrangeiros da Europa e Estados Unidos. Então assim, a economia de um nação fica sob controle subordinado a estes, então assim não há como fazer a economia se desenvolver com progresso e desenvolvimento social vai ficar refém da oligarquia estrangeira. O Estado criou grandes empresas com intuito de trazer progresso e desenvolvimento social a nação, mas quando privatizar, objetivo não são esses, mas o lucro e a concentração de renda de quem já abastados.

  • É óoooootimo menina ,,,
    Privativa tudo meu bem, vai.
    É melhor se preservar com preventivos do que…….
    Opa desculpa, não sobre s..x.. ?
    Foi mau ae

  • Kkkkkkk piada , não foi pq privatizou a vale que tá dando lucro kkkkkkkkkk se não tivesse privatizado já teríamos um Minerolão kkkkkkkk

  • A gente paga 5 pau na gasolina porquê a Petrobrás é maravilhosa e o petróleo é nosso ! Dividi opinião pública porra nenhuma . Um número bom para a quantidade de estatais é zero !

  • O maior problema do Brasil e a corrupção se as estatais fossem bem administradas seria ótimo!! Mas sempre são usadas para fins políticos, roubalheiras etc… acho que a resposta realmente não maniqueista. Dereveriamos ter um Estado mais presente, eficiente e ético. Mas pra tudo isso acontecer e funcionar bem precisamos de uma coisa: Os cidadãos, contribuintes, pagadores de impostos precisam aprender a cuidar e cobrar as autoridades cuidadoa, respeito, honestidade com que e público.

  • Rodrigo Savastano says:

    Roteiro, apresentadora e arte estão ótimos! Parabéns! Pra melhorar, o croma-key merece uma atenção especial, o recorte ficou meio ruim em certos momentos.

  • Clóvis Andrade says:

    A Vale matou mais de 300 pessoas, a Vale decidiu ficar com as barragens do tipo a "Montante", que são barragens obsoletas que vão desmoronar. Isso é bom? Me faça uma garapa!!!!!!!!!

  • Me digam alguma estatal que foi privatizada que trouxe benefícios para o povo? ( queda de preço no serviço ou produto?)

  • Quando temos uma estatal monopolista, temos: ineficiência, corrupção, cabide de emprego, serviços de má qualidade. Quando temos uma empresa privada monopolista, temos serviços ruins, desrespeito ao consumidor, preços caros. Quando temos livre mercado temos enfim a liberdade de escolha pelo melhor serviço/produto e melhor preço, simples assim. Ou alguém é retardado pra escolher o pior e mais caro serviço? Tá certo até pode existir algumas pessoas assim, mas a maioria certamente não é

  • Victor Valadares dos Santos says:

    Acho que já comentei isso aqui 😁Você citou a Noruega, faz um vídeo comentando essa economia estatal deles desde o inicio. 👍

  • Marcio David Guedes de Brito says:

    O problema maior são os monopólios estatais.
    Mesmo que a empresa seja estatal, ela precisa concorrer com outras empresas privadas pela preferência dos cidadãos.

  • Isso… privatiza tudo…

    E vão ver a merda que se meteram…

    Se empresa privada fosse boa TV por assinatura passava filmes novos em seus canais de filme sem a necessidade de pagar por fora (pay per view).
    Se empresa privada fosse boa não teríamos a pior internet do planeta.
    Se empresa privada fosse boa a telefonia celular não seria a porcaria que é.
    Se empresa privada fosse boa um carro porcaria não custaria 50 mil Reais e o porta malas não viria sem pintura interna.
    Se empresa privada fosse boa os Planos de Saúde não seriam a porcaria que são.
    Se empresa privada fosse boa um refil de Gilete Sensor que vem com uma embalagem com capacidade para cinco lâminas não viria apenas com duas lâminas.
    Se empresa privada fosse boa você não encontraria água oxigenada no leite.
    Se empresa privada fosse boa você se aposentadoria nela (poucos anos antes de se aposentar ela te demite).
    Se empresa privada fosse boa os bancos não cobravam tarifas, pois faturam milhões sem elas.
    Se empresa privada fosse boa, cartórios reduziriam suas tarifas.
    Se empresa privada fosse boa ninguém receberia salário mínimo (pois a maioria só paga isso).
    Se empresa privada fosse boa, alunos formados pelas IES privadas conseguiriam escrever uma boa redação.

    Doce ilusão imaginar que a iniciativa privada é a cereja do bolo da sociedade.

    Não que eu deseje que o setor público fabrique carros, tampouco possua algum vínculo com serviços de telefonia e internet. Agora, imaginar que a iniciativa privada seja a salvadora da pátria é pura imaginação pueril.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *