Por que a gasolina e o diesel custam o que custam no Brasil?

Por que a gasolina e o diesel custam o que custam no Brasil?


Se você é dono de um dos 55 milhões de
carros que circulam hoje no Brasil, com certeza está de olho no preço da gasolina.
Se é dono de um dos 2,8 milhões de caminhões que cruzam nossas estradas,
também. Mas você não precisa encher o tanque para se preocupar.
No Brasil, a maioria dos produtos é transportado pelas rodovias, da banana
até os próprios combustíveis Eu sou a Laís Alegretti, repórter da… Eu sou a Laís Alegretti, repórter da BBC News Brasil aqui em Londres
e nesse vídeo vou explicar em cinco perguntas por que a gasolina e o diesel
custam o que custam E vou falar, no fim, como fica o Brasil no ranking global de preços E você, acha que o Brasil está lá no topo,
entre os países que têm um combustível mais caro, ou lá embaixo, entre os mais
baratos? Vamos ver Primeira pergunta: a Petrobras controla os preços no Brasil? No Brasil, é impossível falar em petróleo e não pensar na Petrobras.
Ela foi criada na década de 1950, depois do movimento “O petróleo é nosso”.
A empresa tinha monopólio nessa área e ele só acabou, em teoria, em 1997. Foi quando
então presidente Fernando Henrique Cardoso sancionou uma lei que acabou com
o monopólio nas atividades de exploração, produção, refino e transporte do petróleo
no Brasil. O fim do monopólio permitiu que outras empresas entrassem nessa área,
mas a Petrobras continua até hoje sendo a grande referência. Olha o que diz o
professor Maurício Tolmasquim, do programa de planejamento energético da
UFRJ A Petrobras, por outro lado, argumenta que
o preço reflete também outros fatores, como os impostos, determinados pelo
governo, e ainda outros agentes da cadeia de comercialização dos combustíveis. Por
exemplo, o tamanho da margem de lucro que cada distribuidora inclui no preço ou
mesmo o valor que a distribuidora vai pagar pela gasolina importada ou pelo
etanol para misturar na gasolina Conclusão: a influência da Petrobras não
é a única, mas é muito grande Segunda pergunta: de onde vem o
combustível consumido no Brasil? A resposta rápida é: a maior parte vem do
Brasil e uma menor, do exterior. Mas vamos olhar em mais detalhe. Até virar gasolina
ou diesel, o petróleo passa por um longo processo. Primeiro, o óleo, que leva
milhões de anos para ser formado nas rochas sedimentares, é extraído e separado
nas plataformas. Em 2018, a Petrobras exportou 21% do petróleo que
produziu e os outros 79% foram para as refinarias no Brasil. O passo seguinte é
o refino, quando o óleo passa por três etapas de
processamento até se transformar nos subprodutos que a gente conhece, como diesel
e a gasolina. A Petrobras responde hoje por 98% do petróleo
refinado no Brasil. O Cade chegou a abrir um inquérito contra a Petrobras em dezembro
para apurar o que eles chamaram de “suposto abuso de posição dominante no
mercado nacional de refino de petróleo, explorado quase integralmente pela
estatal”. Ainda não teve julgamento Atualmente, a Petrobras tem 13 refinarias,
mas já anunciou em abril que vai colocar oito delas à venda. Hoje, a Petrobras
produz mais petróleo bruto do que o Brasil consome e também exporta petróleo.
Isso confunde um pouco a cabeça quando a gente ouve que a Petrobras também
importa derivados. Só de gasolina, o Brasil importou 18,7 milhões de barris
no ano passado São duas explicações para isso: parte do
petróleo não é adequado para produzir sozinho alguns derivados. Tem a ver com
o tipo de óleo encontrado no Brasil Além disso, o Brasil não tem capacidade
de refino compatível com a demanda interna. Só para dar uma ideia geral, para
produzir os derivados, a Petrobras usou no ano passado 91% de petróleo
nacional O resto, importou. Agora, vamos ao
próximo passo. Depois do refino, esses combustíveis são transportados para as
distribuidoras É aí que a gasolina recebe adição de
etanol, por exemplo, e se transforma na chamada gasolina comum. Na distribuição,
as maiores empresas são a BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras,
a Raízen e a Ipiranga Das distribuidoras, o combustível vai pra todo o Brasil Pergunta número 3: o que então determina o preço do combustível? É importante lembrar que o petróleo é uma commodity, tipo minério de ferro e soja, com preços determinados pela oferta e procura no
mercado internacional. Outro fator determinante é se o país tem forte atividade
de extração do petróleo e de refino Os especialistas que eu ouvi também explicam
que a estrutura do mercado também afeta o preço que o consumidor paga. Ou seja,
quanto maior a competição entre as empresas menor tende a ser o valor do
produto Isso, claro, em países onde o governo não
dita o preço da gasolina, como a Venezuela. A forma como os combustíveis
são transportados também é importante Como o Brasil usa principalmente os
caminhões, em vez dos mais eficazes oleodutos, o preço final fica mais caro.
Lembra da paralisação dos caminhoneiros em 2018? As Forças Armadas chegaram a ser
chamadas para escoltar os caminhões que saiam das refinarias.
A ideia era evitar que os protestos impedissem o transporte desses produtos.
Então, já falamos dos preços internacionais, já falamos do custo de
distribuição Vamos agora aos impostos: mudanças nos
tributos que incidem sobre os combustíveis já foram usadas pelos
governos como forma de influenciar o preço final. Lembra que nessa mesma
paralisação em 2018 o então presidente Michel Temer zerou a Cide, que é um dos
tributos dos combustíveis sobre o óleo diesel? Atualmente, os tributos federais
são de 9% no diesel e 15% na gasolina Mas a maior parte dos impostos
é estadual. O ICMS é em média de 15% no diesel e 29% na gasolina. Resumindo: cada
R$ 10 que você paga na gasolina, por exemplo, R$ 4,40
são de tributos, em média. Se pagar R$10 em diesel, R$ 2,40
são de tributos. É isso mesmo O diesel tem menos imposto que a
gasolina. A justificativa é que o diesel é o combustível usado nos ônibus e nos
caminhões. E a preocupação é a inflação Quarta e penúltima pergunta: dá para
diminuir o preço no Brasil? Como eu já falei antes, têm várias questões mais amplas. Tipo, se o Brasil construísse oleodutos, o preço da distribuição podia cair. Também
tenderia a cair se conseguisse refinar tudo internamente. Mas essas são medidas
mais complexas. De forma bem precisa, o que pode e normalmente tem sido feito
são duas coisas mais pontuais Uma delas é a intervenção no preço praticado pela Petrobras. O governo da ex-presidente Dilma Rousseff, por
exemplo, foi criticado por congelar preços no Brasil em períodos de aumento
do preço do petróleo no exterior A ideia era tentar controlar a inflação.
Quem defende esse tipo de medida argumenta, por exemplo, que é sim válido
que uma empresa estatal seja usada para uma função maior na economia do que
simplesmente dar lucro aos acionistas Mas esse tipo de interferência é vista
como indesejável por quem defende a autonomia da empresa em relação ao
governo, já que compromete o caixa da empresa e é uma sinalização ruim para os
investidores. Acabaria resolvendo um problema agora e criando um ambiente
desfavorável para os investimentos considerados necessários para a produção
e a estabilidade de longo prazo A novidade desta vez é que, logo nos
primeiros meses de governo, o presidente Jair Bolsonaro também fez intervenção na
política de preços da Petrobras Determinou que a estatal suspendesse um aumento no diesel Isso aconteceu depois de uma ameaça de
protesto pelos caminhoneiros No dia seguinte, queda de mais de 8%
nas ações da empresa. Isso representa uma perda bilionária em valor de mercado.
Muitos viram a medida como um precedente perigoso e uma repetição de políticas
tão criticadas adotadas no governo de Dilma Rousseff.
Outro cenário para a redução no preço do combustível no curto prazo seria a
diminuição dos tributos, o que parece pouco provável no Brasil, onde tanto o
governo federal quanto a maioria dos estados estão com as contas
comprometidas. Tá dramático? O professor de relações internacionais da UnB Antônio
Jorge Ramalho diz que uma medida interessante seria o governo conseguir usar a receita arrecadada com os tributos sobre os combustíveis para estimular o
investimento em forma de energia que gere menos poluição Última pergunta: mas
e aí, o combustível é caro ou barato no Brasil? Para responder isso, é importante
lembrar que o valor varia inclusive dentro do país. O preço médio da gasolina
em abril foi de R$ 4,42 por litro Mas variou de
R$ 3,59 até R$ 5,98 nas diferentes partes do país Eu perguntei para Fernanda Delgado, que é doutora em planejamento energético e
coordenadora de pesquisa da FGV Energia, o motivo dessa diferença. Ela disse que a
principal explicação é a alíquota do ICMS. Lembra que a gente falou antes que
esse tributo é estadual Então, ela é fixada
em diferentes níveis por cada estado Na comparação com outros países, o Brasil
fica em posições intermediárias, tipo ali no meio. No ranking internacional do
diesel, o Brasil fica na posição 106 entre 163 países com diesel mais caro. Na
lista da gasolina, aparece na posição 83 do ranking com 164 países com a gasolina
mais cara. Nos dois casos, Venezuela, Sudão e Irã têm os combustíveis mais baratos. E
Zimbábue, Hong Kong e Mônaco, os mais caros Os Estados Unidos, se vocês tiverem
curiosidade, estão na posição 124 no ranking do diesel e na posição 130 na
lista da gasolina. Ou seja, os dois são mais baratos do que no Brasil, mas também
longe de ser um paraíso para os motoristas. E a Noruega tem um caso
interessante: está entre os países com combustíveis mais caros, apesar de ser a
maior produtora e exportadora de petróleo e gás da Europa Ocidental. É que
lá, o preço alto vem de uma alta tributação, justamente para desestimular
o consumo de combustível fóssil É por isso que o país é acusado de hipocrisia
em sua política ambiental. Ao mesmo tempo em que é conhecida como exemplo na
proteção do meio ambiente, é um dos principais exportadores de petróleo e
gás do mundo Espero que esse vídeo tenha sido útil pra você, não deixa de se inscrever aqui… Não faz essa cara Ela está sentindo vergonha por mim. Eu estou sentindo. Espero que esse vídeo tenha sido útil pra você e não deixa de se inscrever aqui
no nosso canal. Até a próxima… Feliz?

Author:

100 thoughts on “Por que a gasolina e o diesel custam o que custam no Brasil?”

  • Ronaldo Oliveira says:

    vc não deu referências internacional de preços então vc não falou de preços , vcs pensa q os americano não manipula os preços rsrs

  • Ronaldo Oliveira says:

    na sua visão vc não acredita q os estados unidos manipulou os preço do petróleo na época do boom imobiliária , q teve queda de mais de 60 por cento nos postos de gasolina americano , visando quebrar ou emfraquecer à petrobras q estava fazendo grande investimento e dívidas para ser a maior do mundo , vc não acredita q foi um jogo ? poucos brasileiros sabe disso

  • Luís Felipe Mura says:

    Bom esse vídeo, muito esclarecedor. Só achei estranho o preço da gasolina no EUA. Quando estive lá no ano passado custava 70% do que custa aqui. Tem que lembrar que lá o salário médio é maior também o que torna o preço mais justo.

  • Felipe Pereira says:

    Faltou falar o principal: A desvalorização do real perante o dólar, que encareceu o combustível para o consumidor interno.

  • O ponto central do porque temos a sensação de que nossa gasolina é tão cara e nos EUA é tão barata está ligada ao fato que enquanto um brasileiro ganha em média 1.400 reais, um americano ganha em média 1.600 dólares.

  • Serviços Automotivos says:

    A gasolina do Estados unidos e muito mais mais barato do que no brasil, pois não tem 30% de álcool misturado a gasolina!

  • Se for fazer uma comparação direta em dólar, sim o valor do combustível no Brasil não é muito caro, porém se formos comparar em relação a renda per capta dos países, a fatia necessária para 1 litro de gasolina é muito mais elevada, logo seria uma comparação econômica mais adequada.

    Exemplificando
    Uma TV 4k Sangung de 49 polegadas no Brasil, custa em média R$2.000, no site do Walmart USA, consigo uma TV de 55 polegadas da mesma marca por $447, fazendo uma conversão direta sem impostos, daria R$1.770,12, o preço não é muito distante do que é praticado no Brasil, porém para um brasileiro médio conseguir comprar essa TV, ele precisaria trabalhar 2 meses e investir todo o dinheiro na TV, enquanto um americano médio consegue este valor ou próximo a ele em mais ou menos 1 semana de trabalho.

    https://www.walmart.com/ip/SAMSUNG-55-Class-4K-2160P-Ultra-HD-Smart-LED-HDR-TV-UN55NU6900/951342222

    Então, fazer uma comparação direta apenas com o valor em dólar do que compramos no Brasil, não é um parâmetro muito honesto, mas simplista de enxergar a situação.

  • Afonso Fleith says:

    O vídeo é bem intencionado, mas não responde a pergunta. O fato é que o preço do barril em dólar e o câmbio Real-dólar estão nas máximas históricas. Ou seja, está cada vez mais caro porque o Real fica cada vez mais fraco perante ao dólar, simples assim. A comparação de preço em diferentes países é ingênua, haja vista que os países tem diferentes poderes de compra. Na Venezuela é a mais barato, mas ninguém consegue comprar, na Noruega é mais cara, mas os noruegueses conseguem pagar sem muitos problemas.

  • Otávio Alves says:

    Se tirassem o monopólio da Petrobrás duvido se o brasileiro não tinha combustível justo , ela faz isso por que não tem concorrentes aqui

  • Depois de perceber o quão complexo é a formação dos preços dos combustíveis, estranho é o ministro da economia dizer q esse preço vai cair em 50% depois da quebra de um monopólio que nem existe, por isso, sempre devemos ter um pé atrás quando nos deparamos com mentiras

  • FERNANDO BRITO says:

    Fale pq o diesel é proibido pra carros pequenos , populares …
    Ahh e sobre a dinâmica do preço de álcool.

  • Bom vídeo, mas no ranking de preços de combustível foi levado em consideração o poder aquisitivo da população, pois aparenta que no Brasil não é tão caro mas o poder aquisitivo é muito pequeno.

  • Rodrigo Duarte says:

    Enquanto isso nos postos da Petrobrás no Paraguai a gasolina custa praticamente metade do preço daqui.
    Como é que pode Arnaldo?
    A gasolina sai daqui e vai pra lá custando metade do preço na bomba?
    🤔🤔🤔

  • Tem que acabar o monopólio desta vulgo estatal . Verdadeiro cabide de empregos,cheio de mordomias a empregados,mesmo com lava a jato será sempre motivo de muita corrupção por parte de partidos políticos e malditos políticos e ferramenta para extorquir o povão embutindo vários impostos para esses governos incapacitados. Usamos um dos piores combustíveis do mundo e um dos mais caros ! Privatiza essa porcaria já !

  • webbert oliveira alexandre says:

    Quer dizer então que eu tenho que pagar 5 reais de combustível….pq o acionista não pode perder os milhões dele investindo numa empresa ESTATAL que custou bilhões pagos de imposto do povo brasileiro……aí o presidente que é o representante do povo é criticado por isso pela imprensa que tb é acionista das empresas ESTATAIS…….agora sim consegui entender

  • webbert oliveira alexandre says:

    Video não foi útil….pq vc só falou de tributos…..vc sabe qt é o custo por litro das petrolíferas????? Isso sim seria interessante e mostraria o real motivo por trás….pra quem Não sabe o custo por litro da ESTATAL BRASILEIRA É MENOS DE 1 REAL

  • Raphael Soares says:

    Mas se o monopólio foi quebrado em 97 prq ninguém se dispôs a construir uma refinaria no Brasil e querem comprar a da Petrobras? (Sera prq elas vão ser vendidas a preço de banana?)

  • Matheus Cardoso says:

    Vídeo espetacular, mas acho que a comparação preço gasolina/salário mínimo elucidaria melhor quão bem (ou mal) está nosso país.

  • Rafael Stachissini says:

    Vc esqueceu de dizer que o ilustre Pedro Parente desativou e desacelerou algumas refinarias da BR e já compramos uns 20 bilhões de dólares em diesel do Tio Sam

  • A primeira pergunta ficou estranha, com a resposta tendendo a dizer que somente a Petrobras que dita os preços, e ao passar do vídeo vão se listando outros fatores… Eu esperava o esclarecimento logo no início.

  • Mesac Vitor Saturnino says:

    Aqui nós nunca teremos um valor justo, um litro de combustível aqui é mais cara que o galão no USA que equivale a 3,800 litros de combustível sem falar que o combustível aqui no Brasil não é puro e tem adição de álcool. Já que a desculpa aqui no Brasil é que acompanha o dólar porque o nosso formato de venda de combustível não é igual ao dos americanos? A resposta é bem simples para o governo brasileiro nos roubar mais em impostos.

  • Achei revoltante esse canal querer traçar um breve histórico da Petrobrás, sem mencionar o nome do criador, Getúlio Vargas. Desse jeito, parece q esse canal não quer mencionar o nome do Vargas, já que isso traria à tona seus ideais, coisa q não agrada à BBC.

    Pra piorar sua postura, mencionou o nome do Collor, sem problema nenhum.

    Esse canal está tendencioso demais. Isso é um desrespeito.

  • Victor Ronildo says:

    vídeo sensacional
    A comparação do preço de gasolina e diesel nao deveria ser feito pelo poder de compra de cada país e nao pelo valor do dolar?

  • luiz carlos gonzaga gonzaga says:

    O país se rotular como grande produtor de petróleo, e aplicar um preço vergonhoso na gasolina no mercado interno, causa espanto. Tem muito interesse escusos por trás de tudo isso, e especial os interesses dos ACIONISTAS DA PETROBRÁS. Se o governo tivesse interesse em acabar com a exportação do petróleo bruto , praticamente de graça, já teria importar tecnologia para construção de uma REFINARIA para tal processamento no petróleo. Mas como assim, beneficia aos ACIONISTAS, faz total corpo mole. São todo quadrilheiros.

  • Daniel Saeger says:

    9:32 Como assim mais barato? Fiquei realmente confuso aqui. Pelo ranking, os combustíveis não seriam mais caros nos EUA? 🤔

    Edit: agora conferi e de fato os preços são mais baratos nos EUA do que no Brasil. O que vocês erraram foi nas colocações, o que realmente tá confuso: os EUA na verdade estão em 41º no ranking do diesel e 37º no da gasolina.

  • FALA AI PORQUE O GOVERNO REDUZIU EM 50% A PRODUCAO DOS COMBUSTIVEIS PARA IMPORTAR MAIS CARO E AUMENTAR OS PRECOS NA BOMBA

  • Harusame Yoku says:

    Engraçado, a shell teve que forçar a petrobras aumentar o preço pra concorrer, pq queria lucro maior….( pre sal )

  • Fllamber Fogo says:

    Vocês não explicaram que é por causa do monopolio da Petrobras, e que não tem competição?

    Desinformação 1000% hein bbc

  • springtrap pooper says:

    Motivo 1 – 60% de imposto
    Motivo 2 – monopólio da Petrobrás
    Motivo 3 – donos de postos abusivos
    Motivo 4 – brasileiro é trouxa, se a gente ficar 1 semana sem comprar gasolina o preço fica baixo

  • renato cristiano da silva cristiano says:

    Engraçado ninguém fala do etanol . quando sobe a gasolina o etanol sobe mas ninguém fala

  • Carlos Soares says:

    Eu não entendi o ranking dos Estados Unidos, eles estão depois do Brasil e tem um preço mais barato?

  • Vitor Oliveira says:

    Desculpa a ignorância, mas no ranking mostrado os preços da Venezuela estavam zerados (ou quase). É isso mesmo?

  • Daniel Loureiro says:

    1. Monopólio: A Petrobras detém o monopólio do refino de petróleo. Qualquer empresa pode explorar o petróleo, mas é obrigada a vender à Petrobrás ao preço que ela quiser (normalmente definido durante o leilão de concessão). Logo, as vantagens de se ter concorrência não existem, visto que o preço é tabelado pelo Estado. Outra questão é que são concessões, o que significa que o Estado protege as empresas contra concorrência, o que é um absurdo. Na prática, a Petrobrás detém o monopólio do ciclo completo da produção de combustíveis no Brasil, apenas terceirizando a extração do petróleo. Esta coisa de que não existe monopólio, de que o FHC quebrou o monopólio é apenas "história para inglês ver".

    2. Preço. Pagamos um preço altíssimo sim, comparado ao que poderíamos pagar se não houvesse tanta intervenção do Estado: monopólio, impostos, concessões, tabelamento de preços, controle da Petrobrás por burocratas estatais que a usam para fazer politicagem, alta ineficiência devido à falta de concorrência.

    No dia que o monopólio do refino for quebrado e que não forem necessários concessões , teremos Exxon, British Petroleum, etc no mercado. E neste dia o brasileiro pagará muito menos por energia e terá produtos muito mais baratos.

  • a Petrobras vende 1 litro de Gasolina PURA a 1,9 reais …. e eu pagando quase 5 reais em 1 litro de gasolina toda adulterada e podre em 1 posto de Gasolina privado ……… e vcs pregando que o problema é a Petrobras , a ta ,,

  • Brasil acima de tudo says:

    Fala sobre essa política de preços baseada no dola e em outras políticas que já foram adotadas no Brasil e faz um comparativo.

  • Paulo Muinhos says:

    Paulo Muinhos
    Não foi falado sobre a Navegação Costeira na costa brasileira, malha ferroviária, que se existisse no Brasil e funcionando com eficiência, diminuiria a dependência do uso de caminhões, onde sempre tem ameaças de greve, prejudicando a Nação e o Povo.

  • Agora some isso aos 54% de impostos em cima do valor total de um carro + IPVA + seguro alto por conta dos roubos e estradas ruins + mercado fechado = carro de 25 mil custando 70 mil.

  • porque todos temem a VENEZUELA. hoje metade do mundo produz petróleo .. a VENEZUELA PODIA SOZINHA ABASTECER 20% DO CONSUMO MUNDIAL . Isso prejudicaria , a RUSSIA , OS ÁRABES , E A china por causa do investimentos em países prod, e o preço desabaria

  • Jonatas Albuquerque says:

    Bom vídeo! Gostaria que explicassem também o preço do etanol, que sempre cresce junto com a gasolina, apesar de seu preço não vir do petróleo. Pra mim parece injustificável

  • Danilo Bordon says:

    Kkk um pedido de explicações sobre o almento do valor do diesel aqui é colocado como uma intervenção do governo Bolsonaro um pedido de explicações não é igual a fazer a empresa ir a merda como a Sr idiota Rousseff fez! Jornalzinho de merda tentando equiparar ladrões com pessoas honestas.

  • Vando Nascimento says:

    Tanta informação passada de forma descontraída e no final o jeitinho de menina foi sensacional 👏🏻👏🏻

  • LOBO SONHADOR says:

    BBC News Brasil, vocês podem fazer um estudo da situação do Maranhão, e por que o Maranhão não é um estado, entretanto, uma capitania hereditária da família Sarney.

  • Jessé de Góis says:

    Excelente explanação, Só uma correção aí, o Presidente não interferiu no preço, pediu informação acerca dos procedimentos para a alta.

  • A política do Brasil nunca vai mudar. Privatizando ou não vai ficar tudo na mesma. Privatizando o dinheiro da privatização vai evaporar igual a álcool. Ou seja, Brasil não tem jeito pq as pessoas não mudam e sempre querem tirar vantagens.

  • Legal… Mas tem q levar em consideração o poder de compra do brasileiro.. não adianta o preço ser na média mundial e o brasileiro não ter dinheiro pra encher o tank

  • Gabriel Coelho says:

    O problema do preço da gasolina no Brasil nem é tanto o preço em si, nem da pra comparar com os EUA por exemplo, o poder de compra do brasileiro é baixíssimo, eu mesmo se fosse andar de carro todo dia quase metade do meu salário ficaria somente na gasolina de ir e voltar do trabalho.

  • silver manutençao says:

    Quem achar que privatizar vai baixar preços se ferrou. Quem vai ganhar serão os megacapitalistas que compraram essas empresas.

  • Gabriel Albuquerque says:

    Vender refinarias e transportar por ferrovias e aumentar as rodovias abaixaria o preço dos Combustíveis???

  • Dicas Variadas says:

    estatal é só um nome fictício que inventaram para o privado passar despercebido, a petrobrás é exemplo disso, cheia de acionistas,ou seja , na prática nada é estatal tudo é particular de um grupo.

  • Faltou a ponderação para relacionar o preço do combustível pago no posto no Brasil com o valor do salário mínimo do que apenas comparar com uma simples conversão com moeda. Para nós BR pagarmos um litro de gasolina fica quase 5% do salário mínimo. Um absurdo.

  • Muito bom ,mas faltou um fator importante ,o rombo causado por pagamentos indevidos que a Petrobras fez em conluio com políticos e aumentou o preço pra cobrir esse rombo

  • Quando vc estiver no you tube eu estarei lá. says:

    Esqueça, investir em tecnologias que geram menos poluição, só em sonho. A ciência e tecnologia estão moribundas no Brasil, o que querem é desenvolvê-lo à base de queimadas, desmatamento e pecuária. Discurso esse do próprio presidente.

  • Fale sobre as queimadas produzidas pelos produtores de etanol. Na minha região, só dá aquela feiúra de cana por toda parte na área rural. Sem contar aqueles tremiões incovenientes.

  • Fale sobre as emissões absurdamente descontroladas dos veículos a diesel no Brasil. Zero fiscalização. É cada fumaça preta.

  • Samuell Henrique says:

    Acho que a idéia de algumas potências internacionais como os EUA é impedir que outras potências surjam e usa de diversas formas como por exemplo manter o Brasil um país exportador de produtos primários e não trabalhados, o que não agrega valor aos produtos. E isso não é apenas em relação a gasolina. Porque não refinam todo o petróleo aqui? Alguém me explica isso?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *